quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Raiva

Tenho andado muito sozinha, não no sentido verdadeiro verdadeiro da palavra, mas no sentido em que sinto falta de partilha de sentimentos com alguém em quem eu confie.
Vou mandando umas larachas para o ar, desabafando a conta gotas, ficando sempre com a sensação que estou a incomodar alguém.
E como toda a gente sabe quando uma mulher se sente sozinha o nosso cérebro começa a funcionar em velocidade warp, criando uma imensidão de pensamentos menos positivos, para não lhe chamar coisas piores.
Estou a entrar em desespero, tudo parece estar contra mim, e o pior é que na verdade apetece-me sentir pena de mim própria, de me aninhar no colo de alguém.
Hoje senti raiva, finalmente consegui dizer , pois sim .
Sinto raiva ás vezes, apesar de achar que não é um sentimento comum em mim, hoje senti raiva.
Raiva raiva raiva.

4 comentários:

albana disse...

há dias lixados!!! Quem nunca sentiu raiva que atire a primeira pedra...pisaram no teu pé?
Solta a tua...só tens de ter cuidado para não ficares ainda mais magoada ou magoar quem não merece!
Como já tive uma má experiência...aconselho-te a acalmar um pouco
já sei o que estas a pensar "isto é tudo muito facil de falar é muito facil na teoria...o pior é na prática!" verdade...mas estou aqui para tentar dar um bom conselho!
há uma coisa que resulta comigo;escrevo tudo mas tudinho o que me vai na alma, ninguem lê mas alivia-me!
quem sabe talvez amanhã,seja um dia melhor!

bjinho
albana

Gabriela... disse...

Tu e as nuvens negras.
Mulher respira fundo!
Quanto mais negro fica o teu céu, pior as coisas correm. Corre, luta, vai à vida... tu própria o dizes que tens ficado fechada demais.
Eu estou cá para apoiar, vamos à luta!

Monica disse...

Obrigado minhas lindas, mas só o simples facto de ter deitado fora, de ter dito a palavra já aliviou, eu ás vezes não consigo chamar o boi pelo nome e isso não me tem ajudado. Agora estou mais alerta e como dizem os gato fedorento vou esmiuçar o que sinto, porque ás vezes quando não temos consciência do que sentimos, as coisas tendem a piorar

Estórias e Memórias disse...

E também podes contar comigo. Sempre e quando quiseres, podes falar via e-mail (ou msn se quisere). Sei que não nos conhecemos pessoalmente, mas isso não é motivo para que não me preocupe contigo.

Bj**