segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Sei lá

Hoje sinto que tenho algo apertado na garganta.
uma vontade de explodir de emoção, de saudade.
Apetecia-me aninhar-me, sossegadinha, quentinha a ronronar.
Sei lá apetecia-me.
Estou aqui e não me sinto, é como se me pudesse ver por dentro e está a asfixiar-me. Queria talvez fugir de mim mesma, só hoje.
Queria arrancar de dentro de mim o que sinto, e deitar fora esta angustia.
há dias assim,
hoje é um desses dias em que nada sabe bem, e nada sabe mal. está pura e simplesmente tudo errado, ou talvez não, talvez tudo esteja certo e nós não vemos, ou não queremos ver.

2 comentários:

Gabriela... disse...

Humm, impressão minha ou estou a avistar solidão a mais?

Eu dou-te um abraço quando voltar para aí para o nosso canto.
Também tenho dias assim, em que me apetece sei lá... fugir sem mais parar, ser abraçada até quase desmaiar asfixiada, fazer o pino até ficar vermelha que nem um tomate. Mas sofrer cá dentro não, isso faz mal... mais vale correr até as pernas não poderem mais mas soltar tudo cá para fora!
Fica bem, beijo enorme
Gaby

eterno disse...

há alturas que sentimos falta de coisas...eu sei o que e isso, temos de estravazar...de berrar...de chorar.